Whey Protein para Emagrecer e Ganhar Massa Magra

Afinal, por que Whey Protein virou a estrela de quem busca emagrecer e aumentar a massa muscular?

A cada metro quadrado de toda academia, existem 12 atletas segurando sua garrafinha de whey protein como se fosse o cálice sagrado da santa ceia. Tudo isso porque o pó mágico promete emagrecer enquanto fortalece a massa muscular.

Para entender melhor, trata-se de um suplemento alimentar ideal para atletas, com grande concentração de proteínas encontradas no soro de leite, numa forma mais pura e mais ativa.

Exatamente por conter alta concentração de proteínas, é excelente coadjuvante para quem quer desenvolver músculos maiores, mas também auxilia no emagrecimento, pois tua de maneira bem agressiva no metabolismo.

Mas para se conseguir esse resultado duplo, ou seja, emagrecer e aumentar músculos, é necessário muita academia. Sem musculação, o único resultado que será alcançado é beber seu dinheiro com sabor de baunilha ou chocolate batido no liquidificador.

Veja também: Q48 – Treino em Casa para Secar a Barriga.

Tipos de Whey Protein

Existem três tipos de whey no mercado, os quais são legalizados e aprovados pela ANVISA:

Whey Protein Concentrado:

Composto por lactose, minerais, água e gordura, seu processo de filtragem é menor, portanto, concentra bem mais proteínas.

Whey Protein Isolado:

É a forma mais pura do suplemento, geralmente livre de gorduras e carboidratos, e por isso, é o mais consumido por quem deseja aumentar a massa magra. É também o mais caro dos três tipos de whey, já que sua filtragem é mais rigorosa. Pode ser usado como suplemento na dieta, já que atua na massa magra e não engorda.

Whey Protein Hidrolisado:

Nesse processo, as proteínas são quebradas e torna-se mais fácil a digestão. Geralmente é recomendado para crianças que necessitam de suplementação auxiliar.

Por ser uma fonte rica em proteínas, ele também atua como reforço na imunidade, dá saciedade durante a dieta e colabora com energia necessária para as atividades diárias.

Contra Indicação

Quem não pode tomar whey protein.

Não é indicado o consumo de whey protein por pessoas com diagnóstico de problemas renais ou no fígado além de problemas cardíacos de qualquer tipo, uma vez que o consumo em altas doses da proteína, como nos suplementos, sobrecarregam esses órgãos.

Aqueles que escolhem uma dieta rica em proteínas alimentares também devem evitar o suplemento, sob risco de excesso.

Quem tem em seu histórico médico alergias à lactose, deve preferir a versão livre do suplemento, que não irá causar nenhum problema em relação à alergia.

Já os diabéticos, a maioria dos médicos recomendam um tipo especial de whey, que só deve ser tomado após uma consulta médica rigorosa e atenta.

Cuidados

Embora a venda dos suplementos seja livre, com centenas de marcas no mercado para escolha, é muito importante que se faça uma pesquisa para observar quais as marcas mais compradas e recomendadas, cuja procedência seja livre de problemas ou transtornos.

Uma conversa com seu médico ou nutrólogo pode ajudar não só na escolha do melhor suplemento como também na dosagem e formas de usar.

Para um melhor resultado e principalmente, para não acontecer nenhum dano à saúde, deve-se durante uma consulta médica, elaborar um plano que vai envolver alimentação, whey protein e a atividade física mais recomendada para o seu biótipo e qual o objetivo que espera alcançar.

whey protein para emagrecer e ganhar massa muscular

Se tomado fora da quantidade correta, os efeitos não serão os mais desejados e a reversão pode levar mais tempo do que se espera, além, é claro, de possíveis problemas de saúde.

Esteja atento às marcas mais baratas do mercado: isso significa, com certeza, que a matéria prima usada na fabricação do suplemento não condiz com o rótulo exibido. Nesse caso, o alerta vermelho para a velha frase do “barato que sai caro” deve ser levado em conta.