Melasma – O que é e Como Tratar

A exposição ao sol, o envelhecimento e até mesmo as alterações hormonais podem causar o melasma. Essas manchas na pele, escuras e acastanhadas, possuem algumas causas prováveis.

Apesar de serem incuráveis é possível que elas sejam tratadas. Com os cuidados elas tornam-se imperceptíveis. Para saber um pouco mais sobre este problema de pele e como tratar, veja a seguir.

O que é melasma

Como surge o melasma

Ainda não se sabe se os hábitos dos indivíduos contribuem para o aparecimento das manchas. No entanto, acredita-se que hormônios e a predisposição genética podem ser os culpados. Ou seja, eles contribuem para a produção excessiva de melanina no rosto, pescoço e colo.

Diante disso é comum que as mulheres grávidas e que utilizam o anticoncepcional desenvolvam o problema. Conforme dermatologistas, mulheres com 20 e 50 anos são mais suscetíveis à mancha.

Aparência da mancha

Este tipo de mancha tem aspecto acastanhado e profundo, diferente das sardas que são mais superficiais.

Cuidado e controle do Melasma

Quem já fez tratamento com melasma sabe que ele pode melhorar, mas a exposição ao sol pode fazer a marca voltar. Uma alternativa é fazer o tratamento no inverno. Hoje existem consultórios que utilizam luz intensa pulsada, laser de CO2 fracionado e peelings químicos.

Além disso, o ácido retinóico e a hidroquinona inibem a produção de melanina e controla a cor do melasma. No entanto, é preciso que todos estes tratamentos recebam acompanhamento médico.

Prevenção 

Se você sabe que sua pele tem propensão a ter melasma, o cuidado deve ser em dobro. Não deixe de incluir na sua rotina o protetor solar. Faça a aplicação pela manhã antes de sair de casa e ao longo dia.

Como o principal fator desencadeante é o sol, evite a exposição e sempre passe o filtro solar. O correto é usar o bloqueador solar com proteção 30 a cada duas horas.

Ao lavar o rosto, escolha com cuidado os produtos, pois se a pele já está sensível, opte pelos produtos que sejam suaves.

Cremes clareadores

O ideal é usar nos casos onde existe tendência genética. Além disso, os despigmentantes precisam ser prescritos por dermatologista. Isto é importante, pois eles apresentam substâncias como ácidos retinoico, salicílico, glicólico, azelaico, fítico, lático ou mandélico. Todos esses itens bloqueiam a produção de melanina e sua distribuição pelas células da epiderme.

No geral, os resultados são visíveis depois de dois meses de tratamento, além disso, a eficácia varia conforme a profundidade da lesão.

melasma o que é como tratar

Outros fatores

Não é somente o sol o responsável pelas manchas, mas o cigarro, estresse, má alimentação e o calor em excesso. Em todo caso, ficar livre do calor nem sempre é possível, mas uma boa alimentação e parar de fumar é uma alternativa.

Maquiagem

Quem sofre com o problema, usa como alternativa, esconder as marcas. Para isto, use protetores solares com cor para o dia, já a noite passe uma base fluida. Para as manchas aplique um corretivo no tom da sua pele.

No geral, a melhor forma de proteger o rosto do melasma é evitar exposição ao sol e não se esquecer do filtro solar.

Custom Search
Compartilhar: