Dieta Mediterrânea

Para quem quer perder peso de uma forma saudável, a dieta mediterrânea é uma boa opção que está em alta nesse momento.

Ela consiste em montar um cardápio baseado na alimentação de países mediterrâneos, como a Grécia, Itália, Espanha, Egito, Marrocos e outros. Algumas semelhanças entre esses países e os da América, como o clima e o solo, permitem que essa dieta seja realizada por aqui.

A dieta mediterrânea não é, necessariamente, um programa de emagrecimento, mas um conjunto de hábitos alimentares adotados por habitantes dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo.

A dieta mediterrânea é baseada em alguns pontos principais:

dieta mediterrâneaPrioriza o consumo de alimentos naturais, deixando os industrializados de fora do cardápio diário. As frutas e vegetais são os melhores amigos de quem opta por essa dieta e a dica é experimentar coisas novas, como a alcachofra e os cogumelos. Deixe seu paladar explorar novos sabores!

Diminuir ao máximo possível o consumo de laticínios e dar sempre preferência aos com o mínimo de gordura como iogurte natural, leite semidesnatado e queijo branco;

Substituir o sal pelas ervas aromáticas na hora de temperar os alimentos. Além de serem mais saudáveis (existe um limite de sódio que se pode consumir diariamente), elas também garantem um sabor especial aos pratos;

Utilizar o azeite de oliva ao invés do óleo de soja. A manteiga é bem-vinda apenas para o preparo de bolos;

Crie o hábito de comer peixe, caso ainda não o tenha. Comece colocando esse alimento no cardápio pelo menos uma vez por semana e vá aumentando pouco a pouco. A carne vermelha deve ser consumida, no máximo, duas vezes por mês, aproximadamente, fora disso, aposte em carnes brancas como o peixe e o frango;

Beber vinho tinto diariamente, mas moderando sempre na quantidade, 1 taça por dia é o suficiente. O vinho contém flavonóides, um atioxidante que evita o acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos e diminui o risco de doenças cardiovasculares.

Fazer exercícios físicos aeróbicos como caminhada, corrida e natação, tanto para manter a saúde em dia quanto para perder ou manter o peso.

Entre os benefícios que a dieta mediterrânea proporciona, podemos destacar que ela reduz os riscos de desenvolvimento de problemas cardíacos, alguns tipos de câncer e diabetes. Além disso, como prioriza alimentos crus e frescos, tende a deixar as refeições mais simples e práticas, principalmente quando se torna um hábito.

O único ponto negativo é que alguns alimentos utilizados na dieta mediterrânea têm um alto teor calórico, por isso, é necessário prestar atenção e manter o equilíbrio.


Atenção: O Dia de Saúde é um meio de divulgação, em linguagem acessível, sobre temas relacionados a saúde e bem estar. Toda a informação contida no site não deve ser utilizada para substituir qualquer diagnóstico ou prescrição médica. Recomendamos que o leitor sempre consulte um profissional de saúde.