Chá de Oliveira: Para que serve, Benefícios, Como Fazer.

A oliveira é uma planta bem conhecida por fornecer as azeitonas e o azeite de oliva. Apesar de famosa, a utilização das folhas para fazer o chá de oliveira não é tão conhecida assim, e trata-se quase de uma novidade no universo da boa forma e da medicina.

Ao colher as azeitonas para a produção do azeite de oliva, as folhas da oliveira são normalmente dispensadas e acabam sobrando.

Há muitos séculos, porém, que povos do mediterrâneo e Egito utilizam as folhas secas dessa arvore com propósitos medicinais.

Podendo ser utilizada também em forma de extrato, o chá de oliveira mantém boa parte dos compostos benéficos da planta e é rico em substâncias saudáveis.

Propriedades das Folhas de Oliveira

As folhas da oliveira têm quatro vezes mais minerais que as folhas do chá verde, com substâncias altamente antioxidantes e estimulantes do metabolismo, eliminando gorduras com mais rapidez.

Entre elas, estão altas doses de manganês, magnésio, fósforo, selênio, zinco e a oleuropeina – substância que limpa o açúcar do sangue e auxilia na queima de gorduras da região abdominal.

As empresas do ramo farmacêutico estão cada vez mais incluindo o chá de oliveira como ingrediente em medicamentos e vitaminas e, aos poucos, a bebida tem ganhado fama no meio fitness como um potencializador do emagrecimento saudável.

chá de oliveira - para que serve, beneficios, como fazer, contraindicações

Benefícios do Chá de Oliveira

Diminui inflamações

A inflamação das células é um dificultador do processo de perda de peso, além de predispor a pessoa a diversas doenças, celulite, insônia e outros problemas de saúde.

Como tem muitos antioxidantes, assim como o azeite de oliva, o chá de oliveira ajuda o sistema imunológico a combater as inflamações e trabalhar melhor e mais saudável.

Diminui a resistência à insulina

A resistência a insulina é uma das causas do diabetes. Quanto mais doces e carboidratos uma pessoa come, mais ela obriga as células pancreáticas a trabalharem.

Com o tempo, a insulina normalmente produzida começa a sobrecarregar o pâncreas e as células desse órgão atrofiam e morrem.

O chá de oliveira torna a insulina mais eficiente: uma mesma quantidade de insulina secretada consegue carregar mais glicose para dentro das células, e dessa forma o pâncreas recebe uma ajuda para funcionar melhor, diminuindo sua sobrecarga e ajudando o organismo a trabalhar de forma mais eficiente por mais tempo, combatendo a tendência ao diabetes e ajudando quem está nas fases iniciais da doença.

Acelera o metabolismo

Baseado no estudo australiano, que comprovou as propriedades emagrecedoras do chá de oliveira, se desconfia que a atuação de substâncias da planta na glândula tireoide e nas glândulas suprarrenais acelerem a perda de gordura por acelerarem o metabolismo como um todo.

As catecolaminas, por exemplo, funcionam mais rapidamente e obrigam o corpo a gastar mais energia para executar as mesmas funções. Dessa forma, mesmo sem alterar a dieta se pode conseguir uma perda de peso discreta ou moderada.

Proteção cardíaca

Compostos presentes na folha da oliveira combatem o colesterol LDL, popularmente conhecido como ‘colesterol ruim’.

Esses compostos evitam que o LDL oxide e se deposite nas paredes de vasos e artérias, de forma que protegem o coração contra aterosclerose e o infarto.

Controle da pressão arterial

A hipertensão, isso é, a elevação dos níveis da pressão arterial a valores superiores aos recomendados, é hoje uma das maiores comorbidades do mundo.

A hipertensão é responsável por deixar as pessoas mais suscetíveis a doenças cardíacas e neurológicas, pode causar dores de cabeça e mal-estar frequentes e ser de difícil controle.

O chá de oliveira é rico em compostos fitoquímicos. Esses compostos relaxam os músculos, inclusive das artérias. Dessa forma, o sangue flui melhor e diminui a pressão sobre os vasos.

Além disso, também estimulam o sangue a circular num mesmo ritmo, diminuindo a incidência de arritmias. O resultado é uma pressão arterial mais baixa e mais regulada, evitando que o usuário se torne hipertenso.

Proteção para o fígado

Quando alguém engorda em excesso, parte dessa gordura não fica visível em forma de gordura estética. Conforme o sobrepeso se alonga, tornando-se crônico, a gordura se acumula também ao redor dos órgãos.

O fígado é um dos que mais sofre com o acúmulo de gordura, uma condição chamada de esteatose hepática e que atinge quase metade (talvez mais) da população.

Apesar de muitos acreditarem que essa condição é benigna, se sabe que a esteatose pode evoluir para hepatite e mesmo para cirrose, mesmo nas pessoas que nunca beberam na vida.

O chá de oliveira elimina a gordura abdominal e visceral, garantindo um fígado mais limpo e saudável.

Além disso, também auxilia esse órgão a eliminar toxinas e trabalhar melhor, de forma a promover uma vida saudável por mais tempo.

Previne o envelhecimento precoce

Assim como seu irmão, o azeite de oliva, o chá de oliveira também é bastante usado na dieta mediterrânea por ser rico em antioxidantes. Essas moléculas combatem os radicais livres, que são os principais responsáveis pelo processo de envelhecimento.

Se sabe que o chá de oliveira possui os mesmo antioxidantes da uva e do vinho, chamados resveratrol, e um antioxidante ainda mais importante: o hidroxitirosol.

Este último é responsável pelo chá feito de folhas de oliveira ser cerca de dez vezes mais benéfico que o chá verde, por exemplo, e ter uma capacidade de melhora do organismo comparável (ou até maior) que a famosa vitamina c.

Fortalece o sistema imune

Ainda seguindo a linha da prevenção ao envelhecimento precoce, se sabe que os antioxidantes nos quais o chá de oliveira é rico fortalecem o sistema imunológico humano, deixando as linhas de frente contra vírus e bactérias mais resistentes e alerta.

Isso ajuda a combater doenças como a gripe, o herpes e outras infecções variadas. Além disso, um bom sistema imune é essencial na prevenção de doenças como o câncer.

Combate a osteoporose

Segundo estudos recentes, de 2016, a oleuropeína – substância presente nas folhas da oliveira – é capaz de estimular e suprir as células ósseas.

Dessa forma, é possível controlar casos iniciais de osteoporose e prevenir o aparecimento naqueles indivíduos que ainda não tem a doença, principalmente aquelas com restrições dietéticas a produtos ricos em cálcio, como o leite e seus derivados.

Melhora a digestão

O chá de oliveira é tão benéfico para o sistema digestivo que foi utilizado desde sua origem para combater azia, má digestão, úlceras e intestino irritável.

Além disso, ele foi e é utilizado na lavagem gástrica de pacientes que ingeriram substâncias toxicas, venenosas ou corrosivas, pois acalma a mucosa do estômago e acelera a digestão e o esvaziamento intestinal.

Melhora problemas de pele

Seja com o uso oral, consumindo o chá, ou tópico, aplicando na forma de compressas sobre a pele, o chá de oliveira ajuda a combater acne, furúnculos, eczema e alergia por picadas de insetos.

Além disso, possui diversas propriedades hidratantes, que podem auxiliar pessoas que sofrem de pele seca e/ou sensível.

Higiene oral

O consumo regular e gargarejos com chá de oliveira são aliados na saúde da gengiva e dos dentes, combatendo mau hálito, infecções bucais e prevenindo cáries.

Como seus antioxidantes e anti-inflamatórios combatem vírus e bactérias, também pode ser utilizado para aliviar dores de garganta.

Contraindicações

Como todo chá de erva natural, o chá de oliveira pode estar sujeito a variação conforme o organismo de cada indivíduo, a qualidade da planta da qual foram retiradas as folhas e seu armazenamento.

De modo geral, não existem contraindicações formais ao uso do chá, mas pessoas que não toleram bem o consumo de azeitonas e/ou azeite de oliva devem evitar seu uso.

Diabéticos, gestantes, lactentes e pessoas que fazem uso de medicações diariamente, mesmo que de remédios comuns como anticoncepcional e AAS, devem informar seus médicos de que estão fazendo uso do chá, para garantir que não haja interferências não previstas na saúde.

Não são conhecidas ainda interações medicamentosas ou com outras ervas.

Como fazer o Chá de Oliveira

  • Ferver cerca de um litro de água
  • Desligar o fogo e acrescentar 3 colheres de sopa de folhas secas, ou conforme gosto
  • Deixa-se a mistura descansando por pelo menos 10 minutos antes de coar
  • Pode ser acrescentado açúcar, gengibre e hortelã, caso a pessoa não suporte o gosto. Pode ser bebido quente ou frio, sem modificação de suas propriedades.

O correto ao se fazer o chá de oliveira é utilizar água mineral em detrimento da fervida ou filtrada, pois dessa forma, com uma água mais pura, mais substâncias são retidas na bebida.

Além disso, o chá de oliveira deve ser tomado em grandes quantidades para se obter todos os benefícios: o recomendado são cerca de quatro xícaras por dia, podendo ser até mais do que isso, por períodos de três ou quatro meses seguidos.

Assim, é importante que seja observado o cuidado com as plantas, recipientes de armazenamento e com as folhas, que devem ser secas e não apresentarem nenhum sinal de fungo.

O chá deve ser preparado idealmente de manhã e consumido ao longo de todo o dia:

No Brasil é relativamente fácil encontrar as folhas em lojas de produtos naturais, caso não haja arvores de oliveira na região.

Também é possível encontrar o chá em formato de saquinhos ou o extrato em capsulas, em farmácias e lojas de suprimento. É sempre aconselhável, entretanto, optar pelo consumo mais in natura possível e de boa procedência.

Estudo Australiano sobre o Chá de Oliveira

Segundo um estudo australiano de 2010, o chá de oliveira aumenta o emagrecimento abdominal e diminui síndromes metabólicas (como o diabetes mellitus). A partir dessa pesquisa, o chá começou a ser bastante procurado com a intenção de perder peso.

Conforme provou o artigo, o chá de oliveira auxilia a emagrecer mesmo nos grupos que não seguem dietas rígidas na diminuição de gordura e restrição calórica.

Para isso, foram comparados dois grupos de roedores que receberam dietas altamente calóricas antes do início da pesquisa.

Estes ratos desenvolveram síndrome metabólica, que é uma alteração caracterizada pelo aumento de gordura no fígado, aumento da gordura abdominal e visceral (que fica em volta dos órgãos, como no coração), aumento da pressão arterial e intolerância a glicose; se esse quadro for persistente, como no sobrepeso crônico, pode levar a hipertensão e a diabetes tipo dois.

Depois que todos os ratos estavam com sobrepeso e síndrome metabólica, um grupo passou a receber extratos de chá de oliveira, mantendo a mesma dieta hipercalórica e gordurosa, outro uma dieta mais equilibrada, apesar de ainda ser gordurosa.

No final, o grupo que recebeu a mesma dieta + o chá de oliveira apresentou redução significativa de gordura, principalmente em regiões abdominais, estava mais magro e não tinha mais traços de hipertensão ou pré-diabetes.

diabetes controlada