Alimentos ricos em Ômega 6

Os alimentos ricos em ômega 6 contribuem de forma significativa no crescimento e desenvolvimento do organismo e são de extrema importância no bom funcionamento do cérebro.

Todo mundo já deve ter ouvido falar do “ômega 3”, ele é uma substância muito importante para o funcionamento do nosso organismo. Porém, existe outra substância que também é tão importante quanto o ômega 3, mas é pouco conhecida pelas pessoas, o ômega 6.

Assim como o ômega 3, ele é um ácido graxo essencial importante para o organismo. Como nosso corpo não produz esse tipo de ácido graxo essencial, é necessário que ele seja consumido através de alimentos ricos em ômega 6.

O ômega 6 é essencial para manter as funções cerebrais saudáveis e funcionando corretamente. É também muito importante para a saúde dos cabelos, da pele, dos ossos, para a regulamentação do metabolismo e para manter o sistema reprodutivo funcionando.

Este ácido graxo pode possuir benefícios e alguns efeitos colaterais e só é saudável se consumido moderadamente. Uma alimentação rica em fast food, comidas industrializadas, congeladas e outras formas de alimentação altamente calóricas podem causar excesso de ômega 6 no organismo. Portanto, é muito importante saber quais são os alimentos ricos em ômega 6 e qual a quantidade indicada.

Alimentos ricos em Ômega 6

Confira as principais fontes de ômega 6:

  • Azeite de oliva;
  • Sementes de uva;
  • Pistache;
  • Óleo de gergelim;
  • Sementes de abóbora;
  • Óleo de cártamo;
  • Semente de girassol;
  • Nozes;
  • Semente de chia;
  • Óleo de soja;
  • Avelã;
  • Óleo de linhaça

Ômega 6 para que serve?

A principal função desse ácido graxo essencial é estimular o crescimento celular, se tornando extremamente fundamental para o desenvolvimento do cérebro, músculos, pele e cabelo. É por esse motivo que este ácido graxo é altamente procurado por atletas.

Benefícios do Ômega 6

Além desses benefícios, o ômega 6 também é importante na produção dos hormônios que fortalecem o sistema imunológico, reduzem o acúmulo de líquidos no organismo, sendo também responsáveis pelos espasmos dos vasos sanguíneos, pela inflamação e pela dor. Esses dois últimos são bastante fundamentais para a manutenção do nosso organismo, pois a dor ajuda na prevenção de possíveis danos e a inflamação é uma forma de ativar o sistema imunológico.

Outro benefício do ômega 6 é que ele mantém o sistema nervoso funcionando de forma adequada.

Uma dúvida frequente entre muitas pessoas é: o ômega 6 emagrece? A resposta é sim, o ômega 6 emagrece. Isso acontece porque esse ácido graxo age como um catalisador da gordura marrom no organismo. Essa gordura tem a função de gerar calor para os órgãos vitais, sendo chamada de “gordura boa” e queimadora de calorias.

Dessa forma, o ômega 6 promove a queima de gordura, fazendo com que o corpo busque energia na gordura branca, localizada na cintura, barriga e quadril.

Efeitos colaterais e advertências

Como o ômega 6 pode auxiliar no desenvolvimento de inflamações, é preciso consumi-lo de forma adequada. Estudos comprovam que o excesso de ômega 6 está relacionado com a Síndrome Dolorosa Regional Complexa.

Confira os principais efeitos colaterais que o consumo excessivo pode provocar:

  • Se consumido durante a gravidez pode causar parto prematuro;
  • Pode desenvolver o tumor de próstata;
  • Doses acima de 3000 mg por dia desencadeiam um aumento nos processos inflamatórios;

Alimentos ricos em ômega 6

Consuma com moderação!

a-saúde-brota-da-natureza

Compartilhar: